A Caneta

Olá, caros leitores.

Gostava, desde já, deixar aqui expresso o meu sentimento de descontentamento.

Explicando: é indubitável que cada vez menos os humanos pegam em mim para desenhar um projecto. E por desenhar entenda-se arquitectar, pormenorizar, realizar. Tal descontentamento não expressaria se, em vez de mim utilizassem outro meio para o mesmo fazer. Porém, isto não acontece. Por isso é que estou descontente: julgo extremamente necessário que novos projectos apareçam - é necessário "um barco no mar" - . É necessário que não pensem apenas em vós como indivíduos isolados (e por isso, consigam vencer o egoísmo); é imperativo que estes tais projectos apareçam como intervenção de cada indivíduo humano no mundo em redor. Não podem pensar que o mundo se restringe a cada indivíduo isolado, pelo que é "proibido" fazer a seguinte associação:

"Se eu estou bem, o mundo está bem, logo não necessito fazer nada para o alterar/melhorar".

Que me dizem? Vamos, em conjunto, tornar-me útil e projectar algo de benefício indubitável para a humanidade? Ficamos, assim, combinados?

Por favor, ajudem-me. Estou desesperada.

Obrigada.

publicado por coisasfalando às 20:50 | link do post | comentar