O Despertador

É triste! Todos me dão na cabeça! Porquê? Porquê? Porquê? Porquê eu? Será justo levar todas as manhãs uma pantufada em cima de mim, só porque sou responsável?

Pois é! Eu sou apenas um pobre e velho despertador de presente de aniversário, mas quantas pessoas não vagueiam pelo mundo que são, como eu, responsáveis, inteligentes, mas sobretudo, úteis?

Será justo? Será justo que também eles sintam a dor do desprezo e da solidão como eu sinto todas as santas manhãs?

Por vezes penso: Por que não me dão uma oportunidade de lhes demonstrar +ara que sirvo verdadeiramente, sem que me dêem, de seguida, um valente murro?

Por que razão estes humanos também não dão uma oportunidade aos seus semelhantes empobrecidos, para que também eles possam demonstrar as suas habilidades, as suas utilidades, a sua inteligência e, principalmente, sobre todas as coisas: para que eles possam demonstrar o seu interior?

Está nas tuas, nas tuas, nas tuas e nas mãos de todas as pessoas fazer com que a palavra “oportunidade” não seja um mito ou algo que está prestes a cair em desuso, mas sim uma máxima que todos querem atingir.

Vai, tu consegues ser mais e melhor e eu, um dia, conseguirei mostrar para que sirvo verdadeiramente…! Talvez um dia!

publicado por coisasfalando às 23:48 | link do post | comentar